Blog g

Deixe o seu comentário e compartilhe os nossos conteúdos em suas redes sociais.

ALGUMAS RAZÕES PARA ACREDITARMOS QUE O FATOR SALÁRIO REALMENTE NÃO MOTIVA NINGUÉM

O dinheiro pode ser um motivador poderoso, mas as pesquisas e as evidências mostram reiteradamente que o dinheiro contribui para a felicidade até certo ponto. O dinheiro é mais eficaz em evitar a infelicidade do que efetivamente tornar as pessoas mais motivadas no trabalho.

ADAPTAÇÃO – a euforia fugaz de um aumento salarial não se confunde com a motivação intrínseca de estar engajado no trabalho e ser reconhecido pelo desempenho. É fácil se acostumar e se adaptar a qualquer mudança repentina na remuneração, o novo patamar salarial logo se torna normal e seu impacto sobre a motivação em breve desaparece.

COMPARAÇÃO – por melhor que seja a remuneração, sempre haverá alguém com salário maior. Analogamente, quanto mais dinheiro a pessoa tem, mais consciência ela tem de outras pessoas com mais dinheiro e status.

ALTERNATIVAS – à medida que a pessoa eleva a sua remuneração, surgem mais coisas que o dinheiro não pode comprar. Frequentemente, o dinheiro parece cada vez menos valioso, na medida em que não consegue comprar os intangíveis que se tornam mais escassos e mais valiosos na vida.

PREOCUPAÇÃO – o dinheiro é capaz de resolver muitos problemas, mas não todos. Paradoxalmente, o dinheiro não raro desloca a atenção para os problemas que ele é incapaz de resolver, como conflitos interpessoais, litígios de família, questões de saúde, capazes de gerar a sensação de desalento e desamparo, exatamente por serem esses os problemas que agora parecem mais importantes.

(Fonte: Furnham, 2018, p.100).

COMPARTILHE ESSE POST EM SUA REDE SOCIAL

DEIXE UM COMENTÁRIO ABAIXO!

Fale Conosco o

Estamos à disposição para ouvir você. Faça contato conosco para compartilharmos experiências e oportunidades.